quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Natale Hilare.




Ele está prestes a sair, véspera de Natal, 17:00h.

- E essa sacola? É o quê?

Ele pensa e sente toda a confusão do momento. O expressar sentimental o deixava encabulado e a pergunta, da forma como foi feita, o fazia crer que uma resposta já era esperada.

- O que você acha que é? Respondeu ele.
- O presente dela?
- Se você sabia, porquê perguntou?
- Eu não sabia, só deduzi.

Ele recolhe a sacola, confere os bolsos. No de trás, à direita, a identidade, no frontal, à esquerda, dinheiro e chave. Ultrapassa a porta e pensa:

- Pergunta maliciosa. Espírito zombeteiro, esse do Natal.

3 comentários:

Leandro Marlon disse...

Se já sabia, por qual razão perguntar?
A pergunta é algo que todos fazem,
Talvez, pela esperança contagiante do natal...
Sabe como é, sabe que é, mas quem sabe não seja?
E esse post, é para comentar?

Annie disse...

Na volta ela n perguntou: "Que sacola eh essa?" ? rs

Annie disse...

- Que bonitinha.Ganhou?
-Ganhei.
-De quem?
- Do Danyel.

Silêncio....

Pensei:
Ela já sabia.

"- Pergunta maliciosa. Espírito zombeteiro, esse do Natal."