quarta-feira, 1 de abril de 2009

Não é.

Não é romântico dizer, te amo.
Nem tão pouco beijar teus pés.
Criar-te uma poesia.

O romantismo está no nosso não querer amar, o amado.
No renegar dos sonhos, sonhados.
Na tentativa de impedir o destino, destinado.

Está no sorriso dos olhos.
No apressar das batidas involuntárias.
Na resignação do aparto...

O romantismo está na loucura de aceitar que te amo.

4 comentários:

Dênis Rubra disse...

Olha, de coração, esse aí é maravilhoso, mesmo!
Uma das melhores poesias que já li, tocou aqui no fundo!
parabens

Zé Gabriel F. disse...

Não digo q sou seu fã numero um, pq é clichê...[mas sou mesmo]
Nem digo q é o seu melhor post até agora [pior que é!]
muito menos vou dizer que salvei o poema aqui e fiz de depoimento pra alguém...
^^,

Thaís Butterfly εїз disse...

O romantismo está na loucura do comum ^^

Gostei demais!

Tato disse...

As vezes é realmente mais difícil aceitar o amor a amar