quinta-feira, 12 de março de 2009

Dia dos namorados


Estou preparando aquela massa que você adora. A cara está boa e o molho está igualzinho ao da sua mãe. Tudo bem, igualzinho não está. Mas para quem só tinha experiência com miojos, confesso que evoluí bastante. Para a sobremesa, eu comprei aquela mousse de chocolate do restaurante que fica aqui perto do prédio. Aquela que você sempre compra quando esta vindo para cá. Eu tentei reservar um jantar em algum lugar especial, mas sinceramente, não estava afim de ter que olhar vários casais à nossa volta. Queria ter a sensação de um momento só nosso, como se o dia não fosse dos namorados, mas sim o nosso dia. O seu presente eu mesma fiz. Acho essa data uma convenção para afirmar o consumismo, mas também não gosto da idéia de passá-la em branco escondendo o meu amor sob protesto. Já que escolheram essa data para simbolizar, compactuarei com a sociedade , mas não completamente. Não fui tentada por nenhuma propaganda, não fiz gastos suntuosos e não comprei o cartão mais romântico da loja. Meu presente será um caderno com nossas melhores fotos, nossas melhores palavras, nossas melhoras músicas.
Tudo aquilo que representa nossos melhores dias.
Estou usando aquele vestido preto do aniversário da sua irmã. Roupa repetida com a intenção de repetir aquela sua cara de bobo quando me viu usá-lo pela primeira vez. Talvez eu te surpreenda e talvez eu seja surpreendida por uma reação ainda mais intensa quando você reparar o resultado das minhas idas a academia. Sei que a gente se vê toda semana e que você já até elogiou , mas preciso admitir que este vestido me caiu bem. Ainda mais esta noite.
Não vejo a hora de te beijar e te sentir. Cada vez que a gente se despede a saudade me dá a certeza de que o que mais quero estar com você de novo o mais breve possível.
Não demore a chegar. Nosso jantar está pronto, a mousse está gelada e estou ansiosa para te ter.... mais uma vez.

2 comentários:

Carla Ghermandi disse...

Lindo texto. Suave e tão descritivo que li me sentindo na cena. Beijos. Carla http://entreaspas.carla.nafoto.net

Anônimo disse...

Amiga,

vc sempre foi meu orgulho...parabéns...seu texto é lindo e jah te vejo brilhando..Amo vc