terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Pra fazer dormir ( Poema que ninguém viu)


É verdade:
- Que se sente o pranto, quando não é teu
mas chorado por ti, por olhos apaixonados,
Apiedamo-nos do pranto,da alma que morreu
E beijamos !Dedicamos doces beijos delicados

Criança:
Lágrimas vão flanquear teu vil
Espírito livre,e o teu rosto iludido
Mas espere! E o meu pranto? Ninguém viu?
Nas noites por ti, eu chorei escondido...

Diz:
É triste ver a dor dela
É triste ver chorarem por você

Eu digo:
Mais triste dor é aquela
que na noite, ninguém vê...

Choro também por você...
Mas guardo as lágrimas pra mim
Um dia, quando por sorte perceber
já será o fim

Choro,choro...
Te vejo
choro e também
Desejo...
rezo, rezo...
almejo
pego no sono
amém...

3 comentários:

Leonardo Freitas disse...

Show de bola!

Danyel de Argolo Cardoso disse...

"Mais triste dor é aquela que na noite, ninguém vê"...


Essa dói, hein? É o puro desespero introjetado que se expurga pela dor...

Gostei pra cacete.

Pedro disse...

Amém.