sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Coisas da vida


Entrei no elevador
Simplesmente esqueci de indicar o andar que gostaria de ir
Como se de repente ele pudesse seguir o caminho automaticamente
Como nas ações rotineiras
Como na memorável cena de Charles Chaplin em Tempos Modernos
E ele foi
Para onde havia sido chamado
Fiquei irritada
Mas tentei tirar alguma lição
Afinal,
Se a gente não sabe aonde quer ir
A vida nos leva para qualquer lugar


Mas...
Como disse Clarice Lispector
“Perder-se também é caminho”

2 comentários:

Danyel de Argolo Cardoso disse...

É justamente isso.

O problema é confiar demais na bússola do acaso...

Nem sempre ela te leva pras Índias. Pode haver uma América entre elas.

Como disse Lispector:

"Perder-se também é caminho".

Ode ao cotidiano!

Pedro disse...

E nem sempre esse qualquer lugar é um bom lugar. Por mais que você se arrependa depois, é sempre bom ter algum lugar para ir.