sábado, 27 de dezembro de 2008

Não se aproxime

Às vezes a gente tenta quebrar uma barreira
E acaba sendo surpreendido por outra
Certas falhas de comunicação serão eternas
Um brinde às respostas monossilábicas
Aos freios nas estradas
Aos caminhos desencontrados
Quando um não quer, não há diálogo



3 comentários:

Pedro disse...

E sem diálogo algumas barreiras são intransponíveis.

Mariana Simões disse...

Não é à toa que os sábios prezam tanto o silêncio. Quando o diálogo não funciona, é melhor calar...

Danyel de Argolo Cardoso disse...

Quando um não quer, não há diálogo.

Isso me fez pensar o quão interessantes são os monólogos com tentativas de diálogo.

Quem nunca passou por isso?