quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Da confusão com sentimentos de terceiros

Ele falou que me amava como quem diz que está com fome. Uma naturalidade de quem tira uma mosca que pousa no copo sobre a mesa... Uma naturalidade irritante.

Eu, estarrecida.

O que fazer com palavras tão bem ditas?

3 comentários:

Danyel de Argolo Cardoso disse...

- Esse é fulano, cicrano.
- Ooooi, Fulano, tudo bom? Sabe que Beltrano fala tanto de você que eu já te amo... ¬¬''

Não banalizarás o amor.

Mariana Moreno disse...

Difícil receber bem quando não se sente o mesmo ou quando a declaração do outro não convence...`Para algumas pessoas EU TE AMO é quase um bom dia...

rs

Anônimo disse...

É...uma situação um pouco embaraçosa. Acredito que deveriamos dizer mais vezes "eu amo ????"...em momentos siguinificantes.

Luiz Carlos