sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Disfarce




Já deixei de escrever por ouvir dizer que é imaturidade deixar-se aparecer nas palavras
Tentei fugir de mim para oferecer às letras algo que não fosse meu
Tentei enganá-los
Usei terceira pessoa, vesti roupa camuflada e no final das contas dei de cara com cada personagem usando a minha face

6 comentários:

flp disse...

Po, dentro da minha limitação para interpretar e criticar textos (hahaha), gostei!

Continue "viajando" nas palavras, que mais viagens pelo mundo você há de conquistar. =)

Beijos, Mariusca!

Thiago Kuerques disse...

Mas sempre (nós escritores) teremos o álibi de dizer que é ou nao ficção o que escrevemos. Pode ou nào ser você. Depende da sua arte e das suas palavras. Uma palavra bem escrita pode, sim, dar direcionamento a uma interpretação.

Ou nunca diga nada. Deixe no ar... essa é melhor certeza.

Beijos

Luar Morena disse...

Amei, Mari.
Que tudo continue te inspirando.

Beijos.

Pedro disse...

Não dá para fugir de si.

CArina CAmila disse...

comigo acontece sempre!
=p

Victor disse...

Isso me acrescentou.