terça-feira, 12 de maio de 2009

Venda-me sonhos.



Eu estava sentada, acolhida em meus pensamentos.
Respirando fundo e aproveitando todos os batimentos.
Então ele chegou, elogiou meu perfume e sentou-se ao lado.
Me olhava nos olhos e escondia os sorrisos no canto da boca.
Calou-se por minutos, os mais longos. Respirou leve...
E então começou a me vender sonhos...

Eram tranqüilos, ora alegres, amorosos... Mas todos me faziam chorar.
Eram minhas risadas, minhas lágrimas, meu amor...
Eram meus sonhos... me fazendo novamente sonhar.

Olhos fechados para a imensidão do mar, o vento soprava em meus ouvidos
assim como o vendedor de sonhos.
Eu podia sentir suas mãos passeando no ar, desenhando meus sonhos.
Podia sentir seus olhos chorando as minhas dores,
e seus sorrisos brotando do canto da boca, rindo os nossos risos.
e seu coração disparando com o nosso amor.

Ele me vendeu sonhos.
E eu comprei todos os seus...

Um comentário:

Ana Lúcia disse...

vamos fazer uma vaquinha e comprar?
também preciso
rsrs


seu fã!